Ações ABDI

Página Inicial > Notícias

Voltar

ABDI Na mídia Newsletters

ABDI capacita profissionais da indústria do vestuário brasiliense

Brasília, 03 de agosto de 2018 – Capacitar profissionais da indústria do vestuário sobre as transformações, tendências e soluções inovadoras para o setor. Esse foi o objetivo do Bootcamp Inovação e Experiência, um treinamento intensivo promovido na sexta-feira (03), pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), em parceria com o Sindicato das Indústrias do Vestuário do DF (Sindiveste-DF), na sede da Federação das Indústrias do DF (Fibra).

Oferecida por profissionais do Laboratório de Inovação do Varejo (ProVA), projeto coordenado pela ABDI, a capacitação buscou sensibilizar os empresários para a importância de mudar o mindset e se preparar para oferecer novas experiências de compra. “Os consumidores estão cada vez mais exigentes, conectados e empoderados. Eles não querem apenas comprar, querem experiência, vivência, sensações. Foi um encontro bastante produtivo à medida que colaborou para uma boa discussão sobre os desafios e as inúmeras perspectivas que se abrem aos empresários, investidores e profissionais do varejo brasiliense”, afirmou.

Entre os principais desafios dos empresários da moda da capital estão: concepção do marketing multicanal (atendimento online X atendimento das lojas físicas); definição do melhor modelo de e-commerce; aumento do ticket médio; utilização de estratégias de design thinking; capacitação para lidar com as exigências do novo consumidor, que sempre está atento às novidades; uso de novas ferramentas de pesquisa e medição de indicadores de mercado, entre outros.

De acordo com a presidente do Sindiveste-DF, Walquíria Aires, é fundamental inovar e estar preparado para o novo mercado da moda. “Apesar de Brasília ter uma histórica vocação para o varejo, não podemos ignorar a chegada irreversível das novas ferramentas digitais”. Segundo ela, o segmento da moda vem sofrendo grandes mudanças causadas pela competição online. “Antes, nos preocupávamos somente com a pirataria. Agora, com plataformas cada vez mais atraentes, rápidas e acessíveis, as marcas têm de adaptar seus produtos, sistemas de vendas, atendimento, distribuição e entrega, e estar atentas aos novos conceitos de negócios em moda”, ressaltou a presidente.

Inovação, Experiência do Usuário (UX) e Visual Merchandising (VM)

Para a capacitação, foram convidados três profissionais do mercado: Daniel Rodrigues (Especialista em Gestão da Inovação), Paula Ramos (Especialista em Experiência do Usuário) e Rafael Baldin (Especialista em Visual Merchandising).

Daniel Rodrigues falou sobre a importância do uso do Design Thinking (DT). “A verdade está com o consumidor. É uma metodologia que trabalha a empatia e deve estar totalmente alinhada ao consumidor. Isso contribui para o desenvolvimento e o teste de novos conceitos, novas experiências de vendas, novos comportamentos”, explicou o especialista.

A UX, do termo em inglês “User Experience”, foi um dos temas mais discutidos pelos empresários. Segundo a especialista Paula Ramos, estudar o comportamento do consumidor é decisório para competir no atual mercado. “Dedicar-se à experiência do usuário, exercitar a empatia, vivenciar a sua jornada de compra, fazer entrevistas e tentar entender suas emoções são ações que contribuem muito para minimizar os erros e para atrair e reter o consumidor”, alertou.

Conexão e experiência

Para o jovem empreendedor Eduardo Rodrigues, diretor da startup Hubbi, especializada em soluções de rede para o setor varejista, o treinamento do ProVA possibilitou conhecer novos cenários do varejo, analisar futuras perspectivas para o negócio e fazer networking. “Estamos buscando conexão com indústrias e franquias do setor varejista. E nada melhor do que ambientes como este, onde estão reunidos empresários, profissionais e investidores focados em inovação”, analisou Rodrigues.

Já, se capacitar em “vender experiência” foi o que atraiu a empresária Meire Morais, dona da Guilda, grife especializada em roupas femininas com design exclusivo. “Eu não vendo roupas. Vendo experiência, vendo empoderamento, vendo bem-estar. Essa é a minha motivação. E aqui, tive a chance de aprender e aprimorar ainda mais meu modelo de negócio por meio de estratégias de design thinking, experiência do usuário e visual merchandising”, disse a empresária.

O especialista em Visual Merchandising (VM), Rafael Baldin, apresentou cases de sucesso, táticas e dicas práticas de VM para aumentar as vendas. “Investir no visual da loja é um importante fator de diferenciação e competitividade. São técnicas, muitas vezes simples para atrair, envolver e conectar o consumidor”, garantiu Baldin.
 

Quer saber mais sobre o Laboratório de Inovação do Varejo (ProVA)? Clique aqui.

Assessoria de Comunicação
(61)3962-8700
imprensa@abdi.com.br